sábado, 31 de outubro de 2009

BESOURO - O filme



Eu não sei se porque sou capoeirista, baiana e mandingueira que eu AMEI o filme Besouro ou se o filme é bom mesmo. Acho que os dois. Mas acho que gostei ainda mais pelos motivos citados…que axé, que malemolência…sabe quando vc cria uma expectativa em cima de um filme e fica com medo de se decepcionar?? Pois bem…eu me SURPREENDI. Foi MUITO melhor do que eu imaginava!!
Ele conseguiu retratar exatamente o papel dos orixás na vida das pessoas que acreditam neles. Já sonhei tanto com Orixás. Que ver de uma maneira interpretada, me emocionou. Eu me arrepiei cada vez que apareceu um Orixá. Eu nunca vi, e acho que a forma humana é fonte da nossa imaginação. Mas já senti as presenças todas as vezes que tive contato com a natureza. Quando estou fazendo trilhas em mato por exemplo, penso em Oxossi, o rei das matas e sinto um vento, uma vibe indescritível, uma sensação tão boa, tão única, tão divina! Não entro no mar sem saldar Yemanjá. Se eu não fizer isso, sempre levo uma vaca cabulosa. Conscidência ou não, melhor previnir. Mas sei que sou querida por Yemanjá. Apesar de ser filha de Iansã. Depois faço um post sobre os orixás pra explicar melhor sobre cada um.
Na capoeira, acho que já falei sobre ela, também sinto um axé muito forte. Às vezes é como se todos fossem negros, escravos. Viajo tão longe, que ouço o toque do atabaque. Que é usado na capoeira de Angola, mas não na capoeira Regional, a qual eu jogo. Já viajei muito nessa vida e conheci lugares dentro e fora do Brasil. Mas o axé da Bahia é sem dúvidas singular. Quem já veio aqui, vai embora sentindo isso. E pra mim, que não sou só baiana, sou espiritualista, médium e sensitiva, sinto esse axé de uma maneira especial. Acho que eu devo ter sido escrava em alguma encarnação passada. Porque toda vez que vejo filmes, novelas, etc, sobre a escravidão, sinto uma emoção muito forte. E esse filme reuniu 3 coisas que mexem comigo: a capoeira, os orixás e a escravidão.
Se alguém já assistiu, por favor deixe aqui sua opinião. Eu preciso saber se só eu, meu namorado e os capoeiristas sentiram essa energia positiva ou se o filme consegue transmitir esse axé pra todas as pessoas. E quem não assistiu ainda, sinta o axé desse filme. Tudo aquilo que aparece, acredite, é verdade. Só que eles mostram pra gente o que nossos olhos não vêem. Mas o que nossa alma sente.
Um final de semana iluminado à todos!!

Axé!
P.S: Uma coisa que nao fala no filme: o apelido dele nao era Besouro. Era BESOURO MANGANGÁ que significa Besouro preto.

Besouro Preto
Abadá Capoeira
Composição: Olho De Gato
Quem é você que acaba de chegar ( Coro )
Eu sou Besouro Preto Besouro de Mangangá
Eu vim lá de Santo AmaroVim aqui só pra jogar
Quem é você que acaba de chegar
Quem é você que acaba de chegar ( Coro )
Eu sou Besouro PretoBesouro de Mangangá
Ando com corpo fechado
Carrego meu patuá
Quem é você que acaba de chegar
Quem é você que acaba de chegar ( Coro )
Me chamam Besouro Preto Besouro de Mangangá
Bala de rifle nào me pegaQue dirá faca de matar
Quem é você que acaba de chegar
Quem é você que acaba de chegar ( Coro )
Aqui em Maracangalha
Você não vai escapar
Contra faca de tucum
Ninguém pode se salvar
Quem é você que acaba de chegar
Quem é você que acaba de chegar
Salve!

5 comentários:

Mandinháá disse...

salve salve capoeeeeira!!

bê disse...

CINEBOO indica...
rsrs

vou assistir.
é sempre legal conhecer esses novos mundos [pelo menos p mim ]


depois digo o q achei

grande beijo:!

CENTRAL TITO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jully Barreto disse...

Eu particularmente não acredito em nada disso... rsrs
Mas, é uma outra cultura e tem que ser respeitada como tal.
Amooooo vc... minha NÊGUINHA. rs
Bjssssss

£uh Oliveira disse...

Não ouvi nada por aqui sobre esse filme,tá em exibição nos cinemas?
Vou ver se assisto e depois te conto =D

Ótima semana.

Beijos e fica com Deus