segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

2011




Comecei meu ano com mudanças e o coração partido. Não sei se sou só eu, se sou romatica demais, mas pra mim não tem dor pior que dor no coração. Você pode ter problemas na família, financeiros, atritos de amizade, no trabalho, mas quando é com o coração, desestrutura tudo. Pelo menos comigo. Prefiro ter a dificuldade que for, menos saúde é claro, do que sofrer por amor. A gente sofre por amor desde a adolescência. Mas a cada dor, a cada amor, parece que é a primeira vez, é sempre mais intenso e sempre esquecemos todas as lições que aprendemos ao logo da nossa experiencia…que coisa maldita…se amor é pra ser coisa boa, porque sofremos tanto por ele?
Por outro lado, vejo outras pessoas sabendo lidar com isso perfeitamente. Ou pelo menos DIZEM ser perfeitamente…porque eu sou totalmente transparente. Se dói, eu falo mesmo. não faço fita e não finjo que não to nem aí. Aceito a minha condição de humana limitada simplesmente e choro. Sofro. Acho que no fundo eu tenho uma queda por isso. Porque eu nunca vi uma pessoa que gosta de se martirizar tanto quanto eu. Acabo fazendo tudo do contrário do meu objetivo que é esquecer. Vejo o que não deveria, procuro onde não devia…mas acho que isso é fruto da pessoa sentimental que sempre fui. Pra mim é muito difícil usar apenas a razão. Mas acho que a razão de tanta emoção é justamente aprender que existe razão. E a cada dia tenho aprendido a usa-la a meu favor. Mas vou devagar. Não quero me precipitar em nada e não tenho pressa pra nada. Cada dia tem sido o ultimo. Estou aproveitando cada aprendizado do presente pra colher o amadurecimento depois. Tem horas que bate uma bad, uma vontade de pular as etapas, mas sei que tenho que ir devagar e respeitar os meus limites. Foda-se se vou parecer fraca para os outros ou se posso parecer em ultimo lugar na corrida contra o tempo. Mas sei que estou apenas me fortalecendo e guardando minhas forças pro momento certo. Minha fé é meu combustível.
Ontem em pleno sábado a noite, eu não estava me sentindo bem pra sair…primeiro que não tenho mais aquela vontade de sair, beber e me divertir como eu tinha há uns anos atrás…sabe aquilo “já passei dessa fase”? poize…prefiro mil vezes ficar em casa tomando um vinho com pessoas queridas do que ir pra uma festa cheia de gente fútil, se amostrando, fingindo serem as mais felizes do mundo, as mais gostosas e gostosos, enchendo a cara ate passar mal e se passarem…confesso que dá aquele aperto no peito de se sentir diferente das outras pessoas e ate se sentir sozinha nesse mundo hipócrita…mas cansei de fazer coisas so pq todo mundo fazia, quando minha vontade sempre foi outra…meu critério agora pra sair é o som. S eu gostar do som, blz…agora ir pra festinha social só pra beber, paquerar e desfilar, to fora! E troquei a festinha por ficar em casa assistindo o programa do Padre Fábio de Melo. E tenham certeza, que acordei me sentindo bem melhor e sem ressaca!! Rs..no youtube tem um programa que fala sobre a espera. Muito bom. Ele abriu completamente a minha mente. Eu tava super ansiosa pra passar essa fase chata de coração partido, sem paciência, sentindo uma revolta por acontecer isso logo no começo do ano, uma frustração…e ele disse que o objetivo da espera está exatamente em tomarmos a atitude certa em relação às coisas, quando estamos esperando por algo. É um momento magico, uma oportunidade que Deus nos dá de descobrirmos quem somos, o que gostamos, o que queremos e que seremos. Porque é muito fácil dizermos o que faríamos e o que gostamos sem precisar fazer de verdade, seja la o que for. Entao é por isso que acontecem coisas que nos aborrece sempre..pra que a gente tome a atitude certa em relação às coisas. E aí se a gente não toma, nos aborrecemos novamente e novamente, até que a gente enfim faça oq eu deveria ter feito desde o começo mas os sentimentos nos cegaram. Entao, a partir de agora, mas sem vontade, mesmo com dificuldade, vou fazer tudo que eu preciso fazer pra mudar essa situação. Mas vou com calma. Sem pressa…e à medida que eu for conseguindo evoluir as etapas, vou expandindo a minha consciência…
Mas uma coisa é certa. Mesmo que tudo parece ruim, mesmo que tudo seja difícil, jamais a minha fé e confiança serão abaladas! Porque eu sei que tudo passa, tudo sempre passará e Deus ajuda quem se ajuda. Entao vamo nessa!! Feliz 2011. Se Deus só dá o frio conforme o cobertor, e se meu cobertor é muito grosso, paciência! É pq eu aguento!! São coisas da vida…

Axé!

8 comentários:

Sâmia Alencar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sâmia Alencar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sâmia Alencar disse...

Menina, não sei o que é, mas sempre que vejo o que você escreve aqui...parece que sou eu, numa versão mais madura. Também sou sentimental, romântica, ciumenta e tem gente até que me fala isso, rs. Mas ainda bem que apesar disso eu consigo ser agradável pra alguns e esses, gostam de mim assim. Há tantas pessoas finjindo ser ou ter vida que não têm, mascarando o vazio que têm no peito e tudo isso pra quê? Posar de forte ?!Besteira retada essa!E como dizem, falar é fácil, ver a situação alheia e opinar é tranquilo, defícil mesmo é sentir na pele e ter reação, aí eu quero ver...Em fim, é isso. tenha um 2011 o melhor que possa ser, seja você mesma, sempre. E olha, toma cuidado na hora de escolher as amizades e as pessoas em quem confiar, contar seus segredos... viu?! Abraço, Boo !

Bruna Carvalho disse...

acabei fazendo 2 postagens em 1 dia!! pq um escrevi ontem depois de meia noite e outro agora de manha...mas de boa!! rs...tanto tempo sem postar que foram 2 de vez!! hehehe

Bruna Carvalho disse...

samiaaa!! lindaa!! assim como eu me vejo em vc qnd eu era mais nova! rs..nao tenha duvidas que vc nao caiu aqui por acaso...é a força da atraçao mesmo!! as pessoas se atraem, se afinam pelo mesmo pensamento e valores e foi isso que aconteceu com a gente!
E adorei a "versao mais madura" rs...beijaoooooooo te adorooo

£uh Oliveira disse...

"...não tenho mais aquela vontade de sair, beber e me divertir como eu tinha há uns anos atrás…sabe aquilo “já passei dessa fase”?" E eu que com 20 anos, não chego nessa fase nunca. Rsrs

Mas falando sério, com coisas do amor é difícil dar palpite. Acho que sem sofrimento não há crescimento (rimei:P). Fazer o que né? É a vida...

E Pr. Fabio de Melo é uma pessoa muito sábia, é massa ouvir ele falar.

BeijOs e fica com Deus

Att

Lua

Sâmia Alencar disse...

Ah, fiquei toda besta, aqui. *-*
Acredito nisso, nada ocorre assim por acaso. Também adoro você, muitão.
BeeeeijO!

Náh disse...

Nesse momento eu me sinto exatamente assim.
Falta alguma coisa.. perda, abandono.. triteza, saudade, solidão.
eu sinto falta dele.

Preciso acordar.

Amei seu texto.

beiijos

Náh'

qlqr coisa visita ae
http://nahbenaccidegasperi.blogspot.com/