segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Asas pra que te quero!




Eu nasci emotiva. Embora quando criança fosse bastante reservada, sempre trouxe no peito a flor do amor. Com 5 anos eu já sonhava com príncipe encantado e chamava minhas amiguinhas de irmãs. Amava os animais e não tinha coragem de arrancar uma flor de uma planta. Tinha pena das crianças de rua e já pensava nas injustiças do mundo. Eu me lembro de uma vez quando eu tinha uns 5, 6 anos, e estudava numa escola de freiras e nos estudos bíblicos a professora disse que um dia iríamos ter que nos confessar para o padre para contar nossos pecados e pedir perdão às pessoas que fizemos mal para que assim, o padre que é enviado de Deus, nos desse o perdão. E fiquei refletindo porque tínhamos que falar com o padre, se podíamos falar diretamente com a pessoa. E perguntei a minha mãe, se a gente podia pedir perdão pra pessoa que ofendemos ao invés do padre. Que ideia maravilhosa eu tinha tido! Rs..e minha mãe respondeu: “- claro. Mas por que? Você quer pedir perdão pra alguém?” respondi:
“-Não, só queria saber mesmo.” Depois fui deitar e fiquei pensando que agora minha mãe não ia entender nada, ia achar que eu tinha feito alguma coisa e fiquei preocupada. Porque eu tinha horror em chatear minha mãe. Que criança preocupada meu Deus! Rs..
Bem, eu sei é que ao longo de toda a minha vida, sempre fui sonhadora e por isso já quebrei muito minha cara. Incrível como eu tenho mania de dar 2, 3 4, 5, 10 chances pra pessoas que me magoam. “Parece que gosto e espero a próxima sacanagem que vão fazer”. Me disseram isso esses dias e isso bateu no fundo da minha alma. Sabe quando a verdade dói? Doeu. Porque eu tenho tanta fé nos outros? Parei pra pensar nisso e assistindo o programa do padre que eu falei, ele dizia exatamente sobre isso. Que temos que perdoar as pessoas sim. Mas tenho o livre-arbitrio para escolher quem vai andar do nosso lado. E pessoas que nos decepcionam, temos o direito de não querermos distancia. E que não é porque algumas pessoas nos decepcionam que devemos achar que todo mundo é igual. Tem muita gente boa no mundo e temos que dar novas chances a novas pessoas e pararmos de sofrer com quem faz a gente sofrer. Putz, pq eu não pensei nisso antes? Porque eu acredito mais nas pessoas do que elas mesmas? No fim, eu acabo botando mais fé numa mudança que nem a própria pessoa está se importando. Isso fica mais claro quando a pessoa alem de me decepcionar, ainda desiste de mim. Logo de mim que tenho o coração mole e não sei dizer não. Enquanto eu, do outro lado to botando a maior fé na pessoa, acreditando que ela vai mudar e vamos ser amigos para sempre novamente…a pessoa simplesmente me decepciona e ainda some da minha vida sem fazer nenhuma questão que eu bote fé nela. Então pra que porra eu fico fazendo questão dessas pessoas se tem tantas boas no mundo?
É isso…eu me recuso a me fechar pro mundo, pro amor, pra amizade. Eu sei que isso existe e vou esperar até ficar velhinha. Só que agora não vou mais perder tempo e gastar minha energia com pessoas que não acreditam em si próprias. Cada um que suba seu degrau no seu tempo e eu não vou mais gastar minha energia com esse tipo de gente que parece que carrega uma âncora. Eu não comecei a refletir sobre a vida aos 5 anos à toa, enquanto as outras crianças pensavam na próxima brincadeira. Eu não vim ao mundo a passeio. E quem não puder me acompanhar, adeus. Eu tenho asas e agora vou voar.

Bjosmeligameseguenotwitter!

6 comentários:

£uh Oliveira disse...

Você é uma pessoa boa e como todas, acredita demais nas pessoas e elas decepcionam, mentem, enganam. Mas vc ainda acredita que ela pode melhorar e quebra a cara. Sei como é! =\

Mas tá certa, chega de querer alguém que não te quer por perto. Chega de ser bobo dos outros! Bola pra frente que tem muita pessoa de bom coração nesse mundo de meu Deus.

BeijOs e fica com Ele!!

Att

Luana Oliveira


ps: Já te sigo (@luhoas)! -bj

Sâmia Alencar disse...

Ah não, rs. Parece que sou eu, falando...Sim, mas é isso mesmo, você é do tipo otimista, sonhadora...gente que sempre espera algo melhor do mundo, das pessoas e por isso acaba se decepcionando, eu sei como é. E outra, perdoar alguém, não quer dizer necessariamente que você vai querer por perto de novo. Então, eu não desisto das pessoas, procuro perdoar e ajudar todo mundo que erra comigo ou com outra pessoa, é claro que às vez demora um pouco mas, tb não consigo passar muito tempo afastada ou com raiva de alguém que gosto. Coração mole esse meu. Ou melhor, esse nosso. Em fim, se você descobrir que não vale a pena, se dê a chance de conhecer novas pessoas, elas a farão bem. : )
Precisando tô aqui, beijo. Fica sempre com Ele.

Anônimo disse...

Adoro ler seu blog, tem algo de muito especial e este último post,principalmente, só confirma. Parabéns!

Juh disse...

Ain amiga!!!
Eu ando precisando realmente deletar alguns fantasmas da minha vida.
Quando penso que estou "curada" de esperar demais das pessoas... tenho recaídas e me afundo num abismo de questionamentos e sofrimento.
Compreender a si próprio, mudar a si próprio já é difícil... não sei por que ainda insistimos em fazer-los com os outros.

:/

Tenho saudades dos nossos papos no msn. A correria tá filha da mãe... mas o meu carinho e admiração por vc continuam aqui, como se nunca houvéssemos estado tão distantes uma da outra.

Amo... fica com DEUS!

cyber disse...

Bjosmeligameseguenotwitter!




EU lI issooooo?! Vc pedindo p/ ser seguida no TT? ÔÊ Ô>!kkkkkkkkkkk
#adoooro :D

Anônimo disse...

Conheci seu blog hoje e me identifiquei muito com você,uma eterna sonhadora,que pensa muito na vida e sofre por amor.Sofrer por amor? Que contradição! Amor é pra nos fazer bem e por que sofremos?? Eis a questão; gostamos da pessoa errada? Que coração bobo este nosso sai perdoando todo mundo e se dando mal, mas fazer o que? Somos o que somos.:)